RECEBER BEM: O QUE DIZEM OS BLOGS E O QUE ROLA NA VIDA REAL

CDP3X3-58

Receber bem. Receber com charme. Receber com whatever. Esses termos todos que inventaram e que não apenas blogs como revistas passaram a levar MUITO, mas MUITO a sério. Neste post minha intenção não é criticar ninguémado, a-ado, cada um no seu quadrado – mas propor uma reflexão sobre o que é, afinal de contas, “receber bem”.

1.  Existem “escolas”, linhas de pensamento, paradigmas, sobre o que é receber bem. Em um Google rápido: “dicas+receber+bem” você vai encontrar imagens lindas como a foto acima, mesas com tudo coordenadinho, arranjos florais, lugares demarcados, lacinho no talher, uma visão de mundo americana e Martha Stewart, basicamente. Tipo isso:

download

2. Quando vejo essas matérias e blogs e sites, tenho uma sensação muito louca de que jamais serei capaz, dentro desses parâmetros, de “receber bem”. Em que momento na hora do Brasil vou parar para fazer os lacinhos com raminhos de alecrim e o nome dos convidados nos pratos? Deixo de atender um cliente da agência para fazer isso? Desmarco a festa? Ou ainda: QUEM, TEM TEMPO DE FAZER ISSO?

01206c06515881ccfa92eaf3d8cc841a.jpg

3.  O máximo que consegui fazer foi uma suqueira com águas aromatizadas – suqueira, uma premissa do “receber com elegância” – e fez o maior sucesso. Uso muito as suqueiras, aliás. É um investimento legal.

4. Minha intenção aqui não é falar mal dessa tara pela mesa perfeita – cada um na vida elege suas prioridades – mas domingo passado tive provavelmente a melhor experiência de receber bem de todos os tempos. No caso, fui recebida.

5. Meus sogros têm um casal de amigos que mora em um condomínio em Campinas. Fomos lá almoçar no domingão. Sogro, sogra, Francisco, a trupe toda.

LEIA MAIS | PLANTAS DENTRO DE CASA: FOTOS LINDAS QUE NÃO FUNCIONAM

6. Fomos recebidos em uma casa gostosa, ampla, sem luxos, onde me senti realmente à vontade. A dona da casa, que tem dois netinhos da idade do Francisco, logo apareceu com uma caixa de brinquedos para ele e separou uma mesinha para as crianças almoçarem.

7. Um som baixo, mas audível, com samba de raiz, tocou o tempo todo. Extremo bom gosto. Clássicos do samba. Fui perguntar, achando que se tratava de uma compilação histórica de Beth Carvalho, Cartola e Nelson Cavaquinho e o dono da casa disse: “é a playlist da NET”. Tão simples!

8. Apesar de nunca ter ido à casa desses amigos dos meus sogros, me senti absolutamente à vontade. Tirei o sapato, mesmo sem ter feito o pé. Os donos da casa estavam felizes (e não repararam no meu pé, espero). Apesar da casa ter várias salas e ambientes, a mesa foi montada na área externa. Uma mesa normal, toalha simples e linda, pratos empilhados, guardanapos de papel.

+ LEIA MAIS | 5 SALAS PEQUENAS QUE SAMBARAM NA CARA DA SOCIEDADE

9. Uma coisa fantástica: haviam duas bandejas térmicas (eu nunca tinha visto isso), trazidas dos Estados Unidos (acho). Você liga na tomada, põe uma travessa de arroz em cima e o arroz fica quente durante todo o churrasco. Isso aqui da foto abaixo, por exemplo, não tinha. Gelinho em forma de coração com frutinha dentro. Fez falta não.

dicas-para-receber-ver--o-9

10. O ponto onde quero chegar é que receber bem tem, sim, alguns princípios práticos: conforto físico mínimo para os convidados, lugar pra sentar, apoiar o prato, acomodar pessoas mais velhas com segurança (sem ser na cadeira de plástico), bebida gelada, banheiro funcionando, comida gostosa e à vontade.

11. Mas receber bem, para mim, depois de tantos anos, é o encontro. O momento. Tanto faz se não cabe todo mundo à mesa, se os copos de vidro acabaram e precisa apelar para o de plástico. Acho legal a gente tomar cuidado com os conceitos de “receber bem” tão difundidos nessa cultura americanizada a qual fomos submetidos. A cultura da perfeição. Isso tem a ver com consumo. Tipo: no natal o papel higiênico tem estampa de Papai Noel e custa 20 vezes mais caro. Coitada da rena em ter de limpar meu xixi.

rolo-papel-higienico-natal-banheiro

 

Rena do xixi, querida, eu sou contra isso tudo. Me perdoe…

giphy

+ LEIA MAIS | SOBRE VISITAS QUE TÊM MEDO DE CACHORRO

12. Receber bem, na minha modesta opinião: chame um número de pessoas para as quais você possa dar o mínimo de atenção, misture turmas que tenham a ver, tenha vinho branco gelado (porque nem todo mundo toma cerveja), avise os tios que podem tirar um cochilo no sofá. Quando começar uma movimentação de ir embora, passe um café fresquinho e coloque um doce na mesa. A festa dura mais umas duas horas. Isso é garantido. Você pode substituir o suco de melancia servido na melancia por uma coisa que se chama “jarra”.

dicas-para-receber-ver--o-3

13. Sei lá. É a minha opinião. Receber bem é estar feliz em abrir a casa. Não compliquemos o que é simples. Esse mundo já está complexo demais. Para terminar, em vez desse mega arranjo de flores (???) dentro (???) das casquinhas (???) espetadas no Sucrilhos (????), libera o potão de Napolitano da Kibon logo e corre pro abraço.

foto-5B1-5D-2-1.jpg

Mari Mari reforça o truque do cafezinho. Funciona.

LEIA TAMBÉM

10 COISAS SOBRE DIVIDIR O BANHEIRO COM OS OUTROS

7 COISAS SOBRE QUARTO DE BEBÊ QUE NINGUÉM ME FALOU

POR QUE SEGUIMOS MODINHAS NA DECORAÇÃO?

7 comentários

  1. Não poderia concordar mais!! Tenho gente rica na família (manja Laurinha Figueiroa?! Então…), que curte a pompa, mas abre sala e carteira, não casa e abraço. São encontros impecáveis, tudo lindo, de revista e novela do Manoel Carlos. Mas são horas que passam em branco. Muito protocolo e zero afeto. Receber bem é receber com a alma nos detalhes, ainda que seja todo mundo no sofá comendo bolo de fubá com café. ☺☺☺

    Curtir

  2. Vc realmente é incrivel Mari Mari! Fui lendo e reconhecendo isso tudo em duas amigas que são exatamente as melhores na arte de receber em casa! E como é bom nos sentir bem em um ambiente familiar! Bjs!

    Curtir

  3. Oi Mari Mari! Adoro o modo como vc escreve. É direto, engraçado, e sempre que paro pra ver se tem alguma coisa nova sua (que acompanho o blog há sei lá qtos anos) fico admirada! Bjs

    Curtir

  4. Ai Mari Mari é por isso que eu te sigo desde lá de trás e em todos os lugares (blog, insta, youtube, ou qualquer nova plataforma que inventarem).. Receber bem deve ser sinal de afeto e não demonstração de perfeição.. Vamos combinar que afeto e perfeição raramente andam juntos, né?! E afeto é o que encontramos aqui nas suas palavras, ou nas suas imagens… Por isso, mais do que nunca este novo direcionamento do BC é super bem vindo… Afeto real, mulheres reais, decoração real… Amei com todo o meu coração e afeto! Já virei amiga, né?! Beijo querida! Gabi Pedreira

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s