MEU PAI VAI FAZER 70 ANOS E QUER GANHAR UM ASPIRADOR DE PÓ

brincando-de-casinha-dicas-de-decoracao-blog-mari_aspirador

Razões para amar meu pai. Ele é um cara prático. “Pai, o que te dou de presente de 70 anos?”. “Um aspirador de pó, daqueles de aspirar o carro, portáteis, sabe?”. Achei muito maravilhoso porque nessas datas as pessoas esperam ganhar coisas simbólicas, joias, itens caros. E meu pai pede algo simples, porque está preocupado em manter o banco do carro limpo sem precisar mandar no posto toda hora.

Um dia preciso contar pra vocês sobre isso do meu pai. Ele vem de uma família simples, batalhadora, meus avós deram um duro para criar 4 filhos, e foi difícil para eles terem as coisas. Depois, quando meu pai casou com a minha mãe e eu nasci, anos 80, inflação, aquele caos. Lembra como era caro ter micro-ondas? E aparelho de som? Não tinha parcelamento, cartão de crédito. A gente encarava fila no Eldorado para usar o vale da firma, que dava desconto. Por piores que as coisas estejam hoje no Brasil, já foi pior. Não faço ideia de como meus pais deram conta.

Então meu pai é o cara da capinha e do estojinho, porque ele valoriza as coisas. Tudo ele guarda, protege, cuida. Tudo mesmo. Outro dia falei: “pai, você tem um celular velho pra me emprestar?”. Ele tinha o ex-Samsung que usava até comprar um Sony legalzão. Mas estava lá, o ex-celular, na caixinha, com manual, carregador, tudo bonitinho. Vai que precisa um dia… E, né?, custou dinheiro. O valor das coisas. Lembro que para comprar um videocassete ele entrou em um consórcio. E o primeiro filme que alugamos na locadora da esquina foi Labirinto, com o David Bowie, e meu pai gosta da música-tema até hoje “As the world falls down”.

Hoje em dia a gente não é muito assim, né? Nossa relação com as coisas é mais, sei lá, “chegou o novo já era o velho”. Onde estão meus ex-celulares? Sempre reflito sobre isso. A gente deveria cuidar mais das coisas. Ou considerar tê-las por mais tempo, sem se preocupar se o modelo é mais antigo ou fora de moda. Outra coisa que meu pai mega-cuida: mala de viagem. Ele embala em um negócio xis que protege da umidade, que evita fungo, mofo, xis. Porque foram anos para ter uma mala de viagem bacana. Cuidar.

Em tempos de consumo tão fast, de duração curta dos objetos, isso sempre chama a minha atenção. Quando é duro conquistar algo, a gente valoriza. Meu pai é esse cara. Um dia mostro a caixa de ferramentas dele. Impecável, limpa, tudo lá. Rola um zelo. Mas o que dar pro meu pai além desse aspirador, gente? Socorro!

Mari Mari buscando aspirador+portátil+capa+protetora

5 comentários

  1. Mari, posso te dar falar uma coisa e te dar um conselho ?
    Eu sou igual ao seu pai: super cuidadosa com as coisas, capinha pra isso, capinha pra aquilo, caixinha aqui, caixinha acolá e por aí vaj. Venho deuma familia de sete filhos do interior do nordeste quase faltava tudo. Menos o carinho do meu pai.
    E quanto ao aspirador não aspirador muito coisa não, viu ? Eu tenho um, e é só um trambolho a mais no carro.
    Além do aspirador que é baratinho dê algo que ele quer, mas que ele próprio não compraria pra ele mesmo.
    Beijo querida !
    Sou seguidora antiga 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s