DECORAR UM IMÓVEL ALUGADO: SOFRÊNCIA E DICAS PARA SUPERAR

0ffd78b21f157d5b64f8950710fba759

Demorou para eu entender porque as pessoas estavam falando tanto a palavra SOFRÊNCIA (Google it). Não consigo diferenciar os sertanejos universitários, confundo os nomes e só sei quem é o Gustavo Lima por causa daquela música Te Esperando, em que ele fala que a menina não suporta o casamento e tal. [Errei, esse é o Luan Santana].

1. Mas voltando. Uma vez li uma pesquisa falando que, quando a casa é própria, a pessoa se sente de fato dona e isso impacta diretamente a atitude em relação à decoração e também às providências, melhorias. Quando o imóvel é seu, você manda ver, mesmo se endividando. Desde comprar copos legais até encarar uma reforma. Isso é o senso comum.

2. Só que eu moro em uma casa alugada. Uma casa bem legal, com espaço para o Francisco, cachorro, cocô de cachorro, xixi de cachorro, porta comida pelo cachorro, plantas, garagem, piscininha inflável no verão, banho de esguicho e aniversários legais do Francisco.

3. Só que, por ser alugada a casa, eu não me sinto com tesão em decorar. Pelo contrário. Rola um bode. Ces me entendem? A única decisão de gente madura que tomei foi comprar um sofá bacana, bom, bonito, que foi caro mas valeu. Esse vai comigo pra sempre.

4. De resto, não consigo pendurar um quadro! Penso: ah, sei lá se vou ficar aqui… Não vale o trampo. Quando o espaço for meu eu farei com o maior prazer.

5. PENSEM NO QUE ISSO IMPACTA MINHA VIDA! EU, MARI MARI, QUE CRIEI ESSE MONSTRO CHAMADO ‘BRINCANDO DE CASINHA’. HAHAHAHAHA

6. Exemplo: eu odeio, com todas as forças, o meu rack. Não é culpa dele. Eu que escolhi, na época em que separei e montei um apê low cost e estava periguete living la vida loca namorando o Alê. [Pergunta se eu estava preocupada com rack…].

7. Mas hoje essa é uma respeitada casa de família [dizem] e esse rack me atormenta. Porque ele não tem fundo (era mais barato assim) e todos os dias preciso olhar para os fios e réguas de tomadas, de onde certamente surgirá um monstro que vai me engolir viva enquanto vejo Peppa Pig.

7B. Esse rack é um tapa na minha cara: “Viu, sua tonta, custava gastar um tiquinho mais? Põe na conta da ansiedade”.

8. Penso: compro um rack novo? Mas e se eu for mudar? E se não couber na futura-possível-ever-casa-própria? Deixo esse gostinho de decorar “pra valer” na casa que for minha? Posso morrer antes!

9. ENTÃO, periquitas, o negócio é abraçar o “aluga-se” e amar o que não é meu. Ter coisas legais, cuidar. Mesmo que precise desmontar tudo depois.

10. Alguém já passou ou está passando por isso? Tem como amar algo assim, sem compromisso, e deixar lindinho?

11. Perceber que, sim, eu posso investir em coisas legais da decoração que possam ir comigo me deu uma puta felicidade (olha a Mari Mari arrumando desculpa pra gastar, HAHAHA). Vou ver esse rack e providenciar uma pintura também (pronto, pirou).

Me conta se você está vivendo isso? Dá conselho?

# Mari Mari procurando rack bom. Hehehe #

2 comentários

  1. meu apê é alugado e sabe-se lá Deus quando terei condições de ter uma casa pra chamar de minha. por isso, desencanei desse projeto de vida chamado ‘móveis planejados’, por exemplo…. rs e vou tentando deixar a casa com a minha cara do jeito que dá. exemplo: pintar paredes é uma opção! até pq, qdo a gente entrega o apê, vai ter que pintar mesmo… e se vai ter que pintar, mete logo os benditos quadros na parede tb! fui mais longe aqui em casa e colei até um papel de parede (o de tijolinho, porque, né? quero ficar na moda! hahahaha). mas acho q mais do que se é alugado ou não, importante é a gente se sentir em casa! sentir aquela coisa gostosa de entrar e se sentir abraçada! 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s